A representação do ethos jornalístico nas crônicas de guerra de Rubem Braga

  • AUTOR(ES) | Caio Mateus Teruel de Paula
  • ORIENTADOR(A) | Marcos Paulo da Silva

RESUMO | O presente trabalho de pesquisa se debruça acerca da representação do ethos jornalístico nas crônicas de guerra do autor capixaba Rubem Braga. Por meio de recursos da análise do discurso proposto por Maingueneau (2005, 2006, 2013) a monografia estuda de quais modos discursivos Braga expressa seu ofício de jornalista em sua narrativa. O livro, composto originalmente por crônicas publicadas no jornal Diário Carioca, foi lançado em 1945 e retrata o cotidiano do correspondente de guerra no front da Segunda Guerra Mundial. Desse modo, compreendeu-se que o ethos jornalístico de Braga se constitui de forma dialógica, pessoal, usando da memória como recurso basilar para suas narrativas, além de se constituir como literatura e por fim, traçar uma história “vista por baixo”, ou seja, Braga traz para suas crônicas histórias de pessoas comuns como trabalhadores e soldados.


Assessoria de Imprensa dentro das Agências de Comunicação Integrada de Campo Grande (MS)

  • AUTOR(ES) | Geovanna Yokoyama
  • ORIENTADOR(A) | Rose Mara Pinheiro

RESUMO | O presente trabalho analisa o setor de assessoria de imprensa dentro das Agências de Comunicação Integrada de Campo Grande e de São Paulo, configuradas a partir do pressuposto de Comunicação Organizacional de Margarida Kunsch (2006). A temática advém de um cenário de grandes transformações tecnológicas e ascensão do uso das mídias sociais no campo jornalístico, com grande impacto socioeconômico e cultural nas sociedades. Inicialmente foram realizadas pesquisas bibliográficas e documental, em seguida a seleção das amostras e com isso a metodologia participativa na pesquisa qualitativa das agências, com aplicação de questionários e visitas presenciais, para o estudo de caso realizado posteriormente. A amostra é composta pelas agências Sato Comunicação, Íris Comunicação Integrada e Contexto Mídia, comparadas com as agências de São Paulo, CDN Comunicação e Ketchum Brasil. A análise das cinco agências, aponta que mesmo inseridas em uma sociedade midiática, as ferramentas utilizadas para interlocução com a imprensa ainda priorizam os meios tradicionais como o e-mail e as ligações por telefone, e as redes sociais são utilizadas em um segundo plano, para o contato com o público externo e divulgação.


Como elas conseguem? Longform sobre o cotidiano das mães universitárias na UFMS

  • AUTOR(ES) | Nicolle por Deus Ignacio da Silva
  • ORIENTADOR(A) | Rafaella Lopes Pereira Peres

RESUMO | “Como elas conseguem?” é uma reportagem longform, publicada em uma plataforma online. O trabalho tem como principal objetivo apresentar para a sociedade a realidade cotidiana de acadêmicas da UFMS que são mães, sejam elas gestantes ou de filhos já nascidos. A construção do conteúdo foi desenvolvida a partir de entrevistas, fotografia documental e observação direta, realizadas por meio de uma observação do cotidiano (um dia na vida) de cada uma das três fontes participantes. O projeto de desenvolvimento de uma reportagem em profundidade sobre este tema propõe, como resultado, o conhecimento, e consequentemente, uma reflexão sobre os desafios e as conquistas que as mães universitárias enfrentam ao conciliar as responsabilidades acadêmicas com a maternidade. O produto jornalístico produzido poder ser acessado aqui.


Corpos prescritos: infografia multimídia sobre a construção social da identidade de gênero

  • AUTOR(ES) | Ariadna Thalia Zortéa Braz
  • ORIENTADOR(A) | Rafaella Lopes Pereira Peres

RESUMO | O projeto experimental “Corpos Prescritos: infografia multimídia sobre a construção social da identidade de gênero” objetivou conceituar termos como “sexo biológico”, “identidade de gênero” e “orientação sexual”, além de apresentar (e questionar) implicações de valores, normas e comportamentos considerados apropriados para homens e mulheres. Para alcançar o objetivo proposto foi necessário realizar um levantamento bibliográfico acerca do tema e do produto; entrevistar fontes especialistas sobre as definições de feminilidades e masculinidades; acompanhar três famílias de contextos socioeconômicos distintos; redigir o conteúdo; coletar e editar material audiovisual; definir e desenvolver um projeto gráfico para a publicação; planejar e encomendar ilustrações específicas para a infografia; diagramar a plataforma digital; e, por fim, publicar e veicular o artefato final. Este relatório apresenta o processo de construção do infográfico multimídia, as dificuldades do projeto, os objetivos alcançados e propõe uma discussão teórica sobre os estudos de gênero, e a infografia enquanto produto jornalístico.


Depois que o sol se pôs: livro-reportagem sobre abandono afetivo de mulheres no sistema penitenciário

  • AUTOR(ES) | Thalya Godoy da Silveira
  • ORIENTADOR(A) | Katarini Giroldo Miguel

RESUMO | O livro-reportagem “Depois que o sol se pôs” possui como tema central perfis de mulheres encarceradas, tendo como fio condutor o abandono afetivo no sistema penitenciário, em Campo Grande (MS). As entrevistas foram realizadas com as internas do Estabelecimento Penal Feminino “Irmã Irma Zorzi”, de regime fechado, e do Estabelecimento Penal Feminino de Regime Semiaberto, Aberto e Assistência à Albergada. Além delas, também há como personagem uma ex-encarcerada, em liberdade há 12 anos. O produto estrutura-se em seis capítulos, sendo o primeiro sobre uma observação in loco em dia de visitação no regime fechado feminino, em que notou-se poucos visitantes. Os capítulos seguintes narram as histórias das detentas acerca do abandono e distanciamento dos seus vínculos afetivos. Os cônjuges desaparecem, os irmãos somem com o tempo, o pai nunca conheceram. São mulheres para quem o contato com os filhos ocorre em raros momentos e a única pessoa a permanecer a visitá-las, na maioria dos casos, são as mães. Entre as perfiladas há características de pele parda ou negra, ser mãe e ter ensino fundamental incompleto, as mais comuns entre a massa carcerária feminina do país.


(Des)igualdades (des)conhecidas: documentário jornalístico sobre famílias campo-grandenses que recebem auxílio do programa Bolsa Família

  • AUTOR(ES) | Mara Cristina de Morais Machado
  • ORIENTADOR(A) | Silvio da Costa Pereira

RESUMO | “(Des)igualdades (des)conhecidas” é um documentário jornalístico audiovisual sobre as famílias de Campo Grande que recebem auxílio do Programa Bolsa Família, mostrando a situação socioeconômica em que elas vivem, além de apresentar o impacto social que o auxílio tem na vida das famílias beneficiárias. Em Mato Grosso do Sul, há 122.462 famílias que recebem o Bolsa Família, enquanto na capital o número corresponde à 29.469. Por meio do trabalho foi explicado como funciona o programa governamental, quem tem direito a ele e os quatro tipos de benefícios. Desta forma, também colaborou na compreensão que a população tem sobre o Bolsa Família. Para o desenvolvimento do trabalho foi apresentada a situação das famílias de Jussara da Silva e Edemara Urunaga, ambas beneficiárias do Programa.


Documentário – Nunca eles vieram

  • AUTOR(ES) | Marco Antonio da Cruz Fernandes
  • ORIENTADOR(A) | Silvio Costa Pereira

RESUMO | O documentário audiovisual “Nunca eles vieram” aborda o tema “liberdade de expressão e censura nas artes”, a partir de um caso de censura no MARCO (Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul), em setembro de 2017. Na ocasião um quadro foi apreendido pela polícia, após manifestações do grupo Direita MS e a ocorrência registrada por deputados da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, alegando que a obra da exposição “Cadafalso” fazia apologia à pedofilia. O caso foi um entre outros três que aconteceram em setembro de 2017. O vídeo documentário de 24 minutos traz uma reflexão acerca da relação entre arte, política e censura.


Documentário radiofônico sobre a história da Rádio Difusora Pantanal: a primeira emissora AM da capital a migrar para FM

  • AUTOR(ES) | Crislaine da Silva de Brito
  • ORIENTADOR(A) | Daniela Cristiane Ota

RESUMO | A proposta deste trabalho foi produzir um documentário radiofônico resgatando a história da Rádio Difusora Pantanal FM 101,9 MHz, antiga PRI-7 – Sociedade Rádio Difusora de Campo Grande AM-1240 KHz. Situada em Campo Grande (MS), a emissora foi instalada em 1939, quando ainda o estado de Mato Grosso era uno. O documentário tem tempo de 20’45” e foi produzido a partir de entrevistas baseadas em história oral com profissionais que fizeram/fazem parte da trajetória da emissora. A história da antiga PRI-7-Sociedade Rádio Difusora de Campo Grande Limitada se mescla com a época em que o rádio brasileiro estava no seu auge e por isso registrar esse período é importante do ponto de vista da preservação de memória e da identidade regional.


Documentário sobre o cotidiano de duas adolescentes em tratamento contra o câncer

  • AUTOR(ES) | Vitória Figueiredo de Oliveira
  • ORIENTADOR(A) | Taís Marina Tellaroli Fenelon

RESUMO | O documentário apresenta o cotidiano de duas adolescentes de 13 e 14 anos, Vitória Lopes e Amabile Bortolon respectivamente, que estão em tratamento contra o câncer. As meninas fazem o tratamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS). O Hospital está localizado em Campo Grande/MS. As duas residem em cidades do interior do estado de Mato Grosso do Sul e, para terem acesso ao tratamento no HRMS, elas se alojam na Casa de Apoio da Associação de Apoio a Criança com Câncer (AACC) que está localizada em Campo Grande. O objetivo do trabalho foi evidenciar o cotidiano dessas adolescentes, para ampliar e atualizar as informações a respeito do estilo de vida que levam as crianças e adolescentes que enfrentam o câncer e fazem o tratamento em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. A coleta de informações sobre as meninas foi por meio de entrevistas autorizadas. A apuração jornalística e documental foi realizada no site do Instituto Nacional do Câncer (INCA), visando coletar dados sobre os índices do câncer Infanto Juvenil no Brasil.


Dores e cores da fronteira – narrativa multimídia sobre mulheres bolivianas, paraguaias e descendentes no Mato Grosso do Sul

  • AUTOR(ES) | Julia Henriqueta Lefèvre Renó
  • ORIENTADOR(A) | Katarini Giroldo Miguel

RESUMO | A narrativa “Dores e cores da fronteira” é uma grande reportagem multimídia que retrata as histórias de seis mulheres imigrantes e descendentes de bolivianos e paraguaios, em Mato Grosso do Sul. Devido à fronteira seca entre estes locais, a imigração é expressiva e os perfis evidenciam essas histórias sob a ótica feminina. A reportagem está dividida em uma introdução e três capítulos que contam, respectivamente, as histórias de bolivianas, paraguaias e a forma como elas perpetuam suas culturas nas associações de imigrantes no novo país. As personagens escolhidas são, majoritariamente de Campo Grande, com apenas uma moradora de Dourados. A plataforma pode ser acessada aqui.


Editoria de educação da Mídia Ninja: uma análise de conteúdo

  • AUTOR(ES) | Amanda Franco de Souza
  • ORIENTADOR(A) | Mario Luiz Fernandes

RESUMO | A presente monografia analisou as publicações da editoria de educação realizada na página oficial do coletivo independente Mídia Ninja, especialmente a cobertura midiática das manifestações contra o corte de verbas anunciado pelo Ministério da Educação. As notícias analisadas compreenderam o primeiro semestre de 2019, entre 10 de janeiro a 31 de julho, em que 50 notícias foram verificadas. Verificou-se com este estudo, por meio da Análise de Conteúdo, de que modo deu-se a narrativa do coletivo midialivrista durante os protestos realizados no país e quais os elementos de destaque utilizados, evidenciando-se as principais unidades de registro das categorias de análise elencadas. Constatou-se que a Mídia Ninja possui discurso híbrido, com características do jornalismo informativo e opinativo, de autopromoção, com teor de mobilização social e inclusão de movimentos sociais.


Grão de areia – documentário sobre a leitura infantil

  • AUTOR(ES) | João Lucas Satomi Teixeira
  • ORIENTADOR(A) | Silvio da Costa Pereira

RESUMO | O documentário busca investigar e registrar a importância da leitura durante o período da infância através do depoimento de pais e filhos. Para o filme de 25 minutos foram realizadas entrevistas com três famílias para entender a prática da leitura no período infantil, bem como quais as influências a literatura exerce no processo de desenvolvimento das crianças. A literatura surge como uma forma de aguçar a imaginação, a criatividade, disseminar conhecimento e também para a transmissão de valores morais.


Infografia em foco: O empoderamento feminino no Candomblé

  • AUTOR(ES) | Yorrana Della Costa Rodrigues
  • ORIENTADOR(A) | Rafaella Lopes Pereira Peres

RESUMO | O presente trabalho apresenta a produção de um infográfico digital realizado na plataforma online Readymag, com o intuito de enaltecer o papel das mulheres no candomblé como principal disseminador dos conhecimentos religiosos, além de reconhecer as mulheres como protagonistas. A pesquisa foi realizada por meio de levantamento bibliográfico, destacando-se as obras de Carneiro, (2008), Prandi (2001), Kileuy & Oxaguiã (2009). Pretende-se, ainda, colaborar com a desmistificação de crenças, como a da fragilidade feminina e dos preconceitos que levam à intolerância religiosa; e nesse contexto, a infografia digital foi escolhida para tratar o tema. Especialmente, pela possibilidade de acesso e interatividade, capaz de, ao mesmo tempo, apresentar a cultura, os fundamentos, e a importância da mulher na edificação desta religião afro-brasileira. Características do infográfico digital, como a linguagem multimídia e a possibilidade de disseminação, permitiram a construção de uma narrativa mais didática e mais compreensível de informações complexas, como as envolvidas no tema proposto; podendo apresentar, de forma direta e simplificada, costumes, tradições, trajetórias e a atuação da mulher no Candomblé.


Linguagem gráfica no jornalismo: uma análise de infografias da Revista Superinteressante

  • AUTOR(ES) | Monique Aparecida Gonçalves de Faria
  • ORIENTADOR(A) | Rafaella Lopes Pereira Peres

RESUMO | O presente trabalho busca realizar reflexões sobre a infografia como produto jornalístico, com o intuito de transmitir a informação de forma clara e concisa. Busca-se, por meio de levantamentos bibliográficos e a análise de 10 infográficos de X edições da Revista Superinteressante, respostas para a hipótese de que os infográficos são eficazes na apresentação de informações baseadas em dados. A revisão teórica realizada, pretende traçar definições sobre a linguagem gráfica (entendimento do conceito de imagem, sua relação com o conceito de representação visual gráfica e o estabelecimento da representação visual enquanto um processo de aprendizagem dependente da cognição humana) e sobre a infografia (conceitos, definições e posicionamento no jornalismo). A análise das infografias foi realizada segundo um protocolo criado, especificamente, para este trabalho, baseado numa tabela de características formais estabelecida por Peres (2016). Os resultados apontam que a infografia é um gênero jornalístico capaz de transmitir com clareza e concisão, assuntos de temas variados.


Mulheres de terra – reportagem multilinguagem sobre reforma agrária no assentamento Horto Guarany em Pradópolis – SP

  • AUTOR(ES) | Fernanda Karla Venditte
  • ORIENTADOR(A) | Katarini Giroldo Miguel

RESUMO | A narrativa multilinguagem “Mulheres de Terra” é uma reportagem, para a web, sobre a subjetividade feminina no contexto de reforma agrária em Pradópolis, no estado de São Paulo. O trabalho utiliza as técnicas do jornalismo literário e as tipologias narrativa e descritiva, em contraponto às narrativas que reforçam o estereótipo de criminalização dos movimentos sociais e sindicais de luta pela terra. A plataforma também é composta de outros formatos jornalísticos e recursos multimídia, tais como fotos, áudios, vídeos, mapas, gráficos, infográficos e ilustrações. O objetivo é desvelar a dimensão principal referente a subjetividade da mulher sem-terra, materializada na atuação feminina nas instâncias práticas e organizativas dos movimentos, na produção agroecológica desenvolvida como alternativa à lógica hegemônica de produção de alimentos e nos processos históricos da identidade camponesa. A narrativa está subdividida em quatro capítulos e disponível aqui


Nascidos em cárcere – Documentário sobre mães presas em Campo Grande – MS

  • AUTOR(ES) | Renata Vanini
  • ORIENTADOR(A) | Daniela Cristiane Ota

RESUMO | O documentário abordou o cotidiano de mulheres gestantes que estão em cárcere na cidade de Campo Grande – MS. Foi realizada uma única entrevista no regime fechado, Estabelecimento Penal Feminino “Irmã Irma Zorzi” e três visitas no Estabelecimento Penal Feminino de Regime Semiaberto, Aberto e Assistência à Albergada de Campo Grande. A entrevistada do regime fechado, Érica da Silva, está pela primeira vez presa aqui na Capital, porém é sua segunda vez como detenta gestante. As outras duas do Semiaberto estão em liberdade provisória, são elas: Tereza Raquel e Maria Aparecida, a terceira pessoa entrevistada é a psicóloga que atende no estabelecimento, Marilaine Rodrigues Vilarga. O objetivo desse produto é mostrar um pouco da história de vida delas e se estão sendo atendidas com assistência médica, acomodação e alimentação, conforme está na Lei de Execução Penal 7.210/84; e no Tratado de Bangkok. Este último, um conjunto de regras da Nações Unidas para o tratamento de mulheres presas e de medidas não privativas de liberdade para mulheres infratoras. Ao todo foram feitas quatro visitas e o documentário tem o tempo de 21 minutos.


Nem surdo, nem ouvinte – Crônicas das pessoas com deficiência auditiva

  • AUTOR(ES) | Juliana Nogueira Santana
  • ORIENTADOR(A) | Julio Carlos Bezerra

RESUMO | “Nem surdo, nem ouvinte: crônicas das pessoas com deficiência auditiva” é um documentário que aborda o universo da pessoa com surdez. O produto busca, por meio de entrevistas diretas, relatos sobre a deficiência auditiva. Pessoas com essa deficiência expondo suas histórias, a descoberta da surdez à aceitação dela, assim como seus familiares. Revelando assim, os variados tipos de surdez. Uma simulação de um exame de audiometria, gravado em primeira pessoa, também é mostrado no documentário. O objetivo é mostrar para o público, principalmente ao ouvinte, uma demonstração e uma experiência mais pratica da surdez. Ao final da obra, busca-se uma maior identificação com o ponto de vista do deficiente auditivo e a discussão sobre a surdez é levantada: como é para um ouvinte ter acesso a um produto ao qual ele não é o alvo?


Os limites do marketing médico

  • AUTOR(ES) | Juliane de Aquino Grisoste Barbosa Aguillar Stein
  • ORIENTADOR(A) | Rose Mara Pinheiro

RESUMO | Tratando de saúde, o posicionamento do profissional na Internet e suas mídias sociais é muito delicado. O código de ética da medicina precisou ser modificado em 2015 para que houvesse limites no marketing dos profissionais nas redes sociais e em qualquer meio de divulgação. Sensacionalismo, manipulação, autopromoção e concorrência desleal são as atitudes que o novo código pretende evitar, porém, na prática, não é respeitado por muitos profissionais. Com a produção de uma grande reportagem para a Revista Superinteressante, a proposta do projeto experimental é refletir sobre os limites da publicidade médica na Internet, e outros possíveis meios de comunicação, tendo como base o trabalho desenvolvido por empresas de assessoria de comunicação, enfatizando o perigo de ultrapassá-los para pacientes e profissionais de saúde de Campo Grande – MS. A metodologia realizada para a execução deste projeto experimental foi através de pesquisa bibliográfica sobre o tema, vivência nos grupos fechados de Facebook onde há publicidade vedada por parte dos médicos e divulgações inapropriadas para a profissão. O manual da publicidade médica que norteou o desenvolvimento da pesquisa cita como atitudes inapropriadas e proibidas pela profissão


Pode beijar a noiva? Documentário sobre casamento infantil em Campo Grande – MS

  • AUTOR(ES) | Pâmela Machado Ladislau
  • ORIENTADOR(A) | Taís Marina Tellaroli Fenelon

RESUMO | O assunto abordado neste trabalho é o casamento infantil de meninas em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, considerando como criança meninas que possuem idade inferior aos 18 anos. Foi produzido um documentário com meninas que foram vítimas e relatam suas histórias. Também foram apontadas as consequências educacionais e psicológicas na vida dessas meninas, por meio de entrevistas com uma defensora pública ligada a causas da infância e juventude, uma psicóloga e assistente social.


Prática educomunicativa – Bonifácio News

  • AUTOR(ES) | Letícia Marquine Florindo
  • ORIENTADOR(ES) | Marcos Paulo da Silva

RESUMO | O estudo consiste no mapeamento e avaliação dos processos de uma prática educomunicativa realizada com nove alunos de Ensino Médio que integram o Clube do Protagonismo de Jornalismo – Bonifácio News da Escola Estadual Manoel Bonifácio Nunes da Cunha, situada no bairro Tarumã, região periférica da cidade de Campo Grande em Mato Grosso do Sul. Dividida em cinco oficinas e três mentorias, a prática é construída com base em interações dialógicas junto aos estudantes e conhecimentos teóricos e práticos sobre o jornalismo, abordando reflexões sobre o processo de produção jornalística, estabelecendo o foco em vivências que estimulam a criatividade, a criticidade, o comprometimento, a facilitação do diálogo e a expansão de ideias, de modo a possibilitar que o jornal escolar seja um instrumento para o exercício da cidadania e para o processo de emancipação dos jovens.


Propósito – Revista temática de Jornalismo Científico

  • AUTOR(ES) | Danielle Errobidarte Matos
  • ORIENTADOR(A) | Daniela Cristiane Ota

RESUMO | O presente trabalho concentra-se na produção de uma revista temática de Jornalismo Científico, com o tema escolhido para a primeira edição “Alimentação e Nutrição”. O objetivo da elaboração foi, além de desenvolvê-la, criar o projeto gráfico da mesma e utilizar dados científicos e entrevistas com fontes especialistas e personagens para fornecer conhecimento aos leitores sobre assuntos ligados à hábitos alimentares, com foco em restrições alimentícias voluntárias e involuntárias. Ao todo foram realizadas 35 entrevistas, de 12 pautas diferentes. Dessas, 19 foram utilizadas na veiculação final, composta por quatro reportagens em profundidade e um caderno fotográfico. Através da exploração de situações reais de Mato Grosso do Sul, produziu-se um material de 36 páginas, com periodicidade anual e distribuição gratuita.


Siga, enfrente – A violência doméstica em Campo Grande – MS

  • AUTOR(ES) | Jhayne Geovana Santos Lima
  • ORIENTADOR(A) | Felipe Quintino Monteiro Lima

RESUMO | O livro-reportagem ―SIGA, ENFRENTE aborda o cenário da violência doméstica em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. O produto é constituído por capítulos relacionados à primeira Casa da Mulher Brasileira implantada no país, à violência de gênero e a perfis de mulheres que sofreram violência doméstica e participaram de projetos voltados para a independência econômica e inserção/reinserção no mercado de trabalho. O livro-reportagem foi desenvolvido por meio de pesquisa bibliográfica, entrevistas com especialistas e entrevistas em profundidade com as vítimas para que fosse possível observar a forma com que a violência doméstica se constitui e quais são as vivências e percepções das mulheres que a sofreram. Foi possível observar a necessidade de criação e implementação de políticas públicas que contribuam com o empoderamento de mulheres, visto que a dependência emocional e econômica são determinantes para que a vítima tenha medo de denunciar a violência.


TCCCast – A difusão da cultura nerd em Campo Grande – MS

  • AUTOR(ES) | Guilherme Carvalho Brasil de Moraes
  • ORIENTADOR(A) | Daniela Cristiane Ota

RESUMO | O TCCast é um podcast idealizado nos moldes de debate em mesa redonda, para discutir a relevância mercadológica do nicho nerd para a economia campo-grandense. O projeto, que partiu da observação empírica de um possível desinteresse do público campo-grandense no mercado de consumo nerd/geek, debate em seus 25 minutos a validade desta afirmação. As falas dos consumidores foram coletadas anteriormente à gravação do programa na sexta edição do evento “Parada Nerd”, ocorrido nos dias 19 e 20 de outubro, e foram usadas como base da pauta no processo de elaboração, e como sonoras pontualmente durante o desenvolvimento do programa. Os entrevistados escolhidos pertencem a várias faixas etárias, de crianças à jovens adultos, o principal público demográfico desse tipo de mercado.


Tempo e valor na narração  noticiosa – uma reflexão a partir do modelo industrial de produção jornalística

  • AUTOR(ES) | Mylena Fraiha Machado
  • ORIENTADOR(A) | Marcos Paulo da Silva

RESUMO | Esta monografia se propõe a realizar uma pesquisa de natureza bibliográfica acerca das relações “tempo-valor” e “valor-notícia” com o intuito de compreender a hipótese de existência da sintonia que ambas apresentam no processo de produção jornalística. Para cumprir essa finalidade, por meio do diálogo entre diferentes perspectivas teóricas, realiza-se um levantamento bibliográfico sobre a construção social da temporalidade moderna e uma recuperação teórico-conceitual sobre o sentido de “valor” na construção da narração noticiosa. Por fim, a monografia propõe-se a tecer um paralelo entre as perspectivas teóricas levantadas sobre os dois eixos pesquisados, com a finalidade de averiguar a existência da sintonia entre “tempo” e “valor” na produção de notícias e evidenciar a influência de padrões sócio-culturais que respaldam essa dinâmica produtiva.


Una oportunidad para seguir adelante – A história de Dulce e Manuel

  • AUTOR(ES) | Laura Brasil
  • ORIENTADOR(A) | Julio Carlos Bezerra

RESUMO | O referente trabalho consistiu na criação de um documentário Una Oportunidad Para Seguir Adelante: A História de Dulce e Manuel, em curta metragem de 17 minutos. Que tratou da temática dos imigrantes venezuelanos interiorizados em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Para a produção do vídeo utilizei material pessoal desde captação das imagens e áudio. Também para fim de ilustrar a situação na fronteira e na Venezuela optamos por ilustrar com o uso de reportagens de veículos de comunicação estrangeiros e nacionais. A escolha pelo gênero documentário foi feita após profunda análise como a maneira mais eficaz para retratar a história e também como desafio próprio para iniciar a produção de conteúdos independentes.


Vidas em transição – Histórias da população LGBTI+ em situação de rua em Campo Grande

  • AUTOR(ES) | Mariana Alvernaz Oliveira
  • ORIENTADOR(A) | Felipe Quintino Monteiro Lima

RESUMO | O projeto experimental desenvolvido é um livro-reportagem sobre a população de lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis e intersexuais (LGBTI+) em situação de rua. Ele é dividido em sete capítulos: três deles englobam dados sobre essa população, os seus direitos e os serviços que são disponibilizados em Campo Grande (MS); os outros quatro são perfis de pessoas LGBTI+ que estão ou já estiveram em situação de rua. Por meio das experiências relatadas por essas pessoas, busca-se mostrar as singularidades de cada uma, ao contar suas histórias e evidenciar os motivos que as levaram para essa situação, dando visibilidade a essa parcela da sociedade, que carece de atenção.


Vozes femininas em campo – Podcast sobre as jornalistas no radiojornalismo esportivo de Campo Grande – MS

  • AUTOR(ES) | Isabelly Esteves Melo Silva
  • ORIENTADOR(A) | Rose Mara Pinheiro

RESUMO | O projeto Vozes Femininas em Campo: podcast sobre as jornalistas no radiojornalismo esportivo de Campo Grande-MS analisa o papel desempenhado pelas mulheres em veículos de radiojornalismo da capital de Mato Grosso do Sul, a partir da hipótese de que o espaço ofertado para as mulheres no segmento esportivo é menor que o espaço para homens jornalistas. No formato de quatro podcasts com conversas com as profissionais Eva Regina Ferreira, Jéssica Martins, Jú Xerosa e Lívia Machado, o trabalho aborda temas como preconceito, machismo e a situação do esporte em Campo Grande. O podcast (LEMOS, 2005) é um sistema de produção e difusão de arquivos sonoros e foi escolhido por ser um formato atual e dinâmico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.