A contribuição da Educomunicação para o Ensino Superior

  • COORDENAÇÃO | Drª Rose Mara Pinheiro

RESUMO | O objetivo desta pesquisa é entender de que maneira a apropriação dos meios de comunicação e das novas tecnologias influencia a formação dos jornalistas profissionais. O meu interesse principal é verificar a contribuição dos conceitos da Educomunicação para o ensino superior, especialmente o curso de Jornalismo em Campo Grande (MS). Parto dos resultados obtidos nas diversas práticas realizadas nas escolas públicas e privadas voltadas para o ensino Fundamental e Médio. Nesse sentido, me parece consolidado o entendimento de que a apropriação dos meios de comunicação e das novas tecnologias ajuda a formação de cidadãos críticos e atuantes em suas comunidades escolares e seus entornos. Um dos exemplos mais recorrente, com mais de 10 anos, é o Programa Nas Ondas do Rádio, instituído pela Prefeitura de São Paulo, em 2004, e que tem levado professores e alunos, por meio do paradigma educomunicativo, a transformar suas relações dentro e fora da sala de aula. Esta pesquisa pretende aprofundar a reflexão sobre a relação comunicação e educação na prática pedagógica dos cursos de Jornalismo oferecidos pelas instituições de ensino superior: UFMS, UCDB, Anhanguera-Uniderp e Estácio, em Campo Grande (MS), identificando as relações existentes em sala de aula e nas mídias sociais.


Cotidiano e noticiabilidade na imprensa sul-mato-grossense: interfaces entre jornalistas, assessores e público

  • COORDENAÇÃO | Dr. Marcos Paulo da Silva

RESUMO | O projeto objetiva dimensionar as reflexões teóricas sobre as dinâmicas de seleção e de compreensão das notícias para a realidade sul-mato-grossense. Como recorte empírico, a pesquisa deve se sustentar nas relações entre cotidiano e noticiabilidade (isto é, os parâmetros que levam um determinado assunto a receber a valoração de notícia) em quatro cidades: Campo Grande, Corumbá, Dourados e Três Lagoas. No campo teórico, parte-se da premissa de que o conceito de noticiabilidade configura um constructo eminentemente cognitivo – ou seja, que diz respeito a julgamentos individuais – de jornalistas ou não – projetados sobre os acontecimentos do mundo fenomênico. Da mesma forma, entende-se que as ideias de noticiabilidade e de notícia não são noções equivalentes, uma vez que representam constructos teoricamente distintos: enquanto a noticiabilidade é definida no nível individual de análise e leva em consideração a questão da saliência pessoal que um evento provoca, a notícia consiste em um artefato social complexo formatado por níveis de influência que variam das opções individuais dos jornalistas às mais amplas estruturas socioculturais presentes na sociedade. Serão privilegiados nas análises comparativas os procedimentos metodológicos da análise de conteúdo de jornais e da pesquisa qualitativa voltada a três grupos sociais de importância determinante na cadeia comunicativa do jornalismo: os jornalistas profissionais, os assessores de imprensa e o público em geral.


Fluxo de conteúdos em plataformas digitais: dos telejornais de TV aberta local para o Youtube e mídias sociais

  • COORDENAÇÃO | Drª Taís Marina T Fenelon

RESUMO | Esta pesquisa é uma sequência do projeto “Conteúdo transmídia no telejornalismo local” desenvolvido de 2013 a 2016 e do projeto “O uso de novas tecnologias na produção de conteúdo televisivo local das emissoras de TV de Campo Grande, MS: SBTMS, TV Morena e Record MS” desenvolvido de 2017 a 2019. Após uma observação empírica notou-se que as emissoras de TV aberta local já criaram seus canais no Youtube e vem utilizando a plataforma para postagem de conteúdo informativo. Mas é preciso compreender de que forma o canal vem sendo utilizado pelo emissor, quais ferramentas digitais estão sendo exploradas e se há mudança no paradigma de produção de conteúdo já que os veículos pertencem a emissoras de televisão. O objetivo deste trabalho é analisar os canais do Youtube de emissoras de TV aberta local com sede em Campo Grande-MS SBTMS e TV MS Record para verificar como se dá a produção de conteúdo nesta plataforma buscando novos formatos e especificidades comunicativas. As emissoras de TV local SBTMS e TV MS Record foram escolhidas como objeto de estudo por terem ampla audiência e canais específicos no Youtube, entretanto a TV Morena afiliada à Rede Globo não poderá fazer parte da pesquisa pois a Rede Globo possui um site pago da emissora (Globo Play) para postagem de vídeos e não utiliza o Youtube para este fim. Como problema de pesquisa foram formuladas as seguintes questões: Como as emissoras de TV aberta local SBTMS e TV MS Record de Campo Grande, MS, vem explorando o canal do Youtube na publicação de conteúdo? Há práticas de remediação de conteúdo? Há produção específica para o canal ou apenas transposição de conteúdo? Quais características estão sendo desenvolvidas e pensadas para o público consumidor de conteúdo do Youtube? Quais são os novos paradigmas que vem sendo firmados na produção de conteúdo para o Youtube a partir do uso de ferramentas digitais?  Para buscar indícios que revelem o atual cenário da produção de conteúdo para o Youtube optou-se pela metodologia do estudo de caso, que servirá de guia metodológico desta pesquisa para explorar o tema proposto.  Esta pesquisa busca dar enfoque aos estudos da linha de pesquisa Mídia e regionalidade a qual faço parte no PPGCOM/FAALC contribuindo para a divulgação e disseminação dos estudos regionais.


Comunicação e Mobilização dos Movimentos Sociais em Rede: experiências jornalísticas socioambientais e feministas

  • COORDENAÇÃO | Drª Katarini Miguel

RESUMO | Nosso projeto consiste em uma ampliação e desdobramentos das pesquisas realizadas desde 2014. Nesta fase, buscamos dimensionar a expressão comunicativa dos movimentos sociais em rede, no sentido de alcançar os recursos tecnológicos utilizados, as estratégias ativistas e discursivas, a estética predominante e, sobretudo, as práticas jornalísticas empregadas e como ressignificam os preceitos convencionais do jornalismo em um cenário de múltiplas narrativas de diferentes atores sociais. Nesse sentido, ao longo das atividades, pretendemos: 1) consolidar conceitos teóricos sobre movimentos sociais e ativismos midiáticos (ciberativismo, midialivrismo, mídia multidão), com a publicação de diretrizes para entender esses novos compostos no campo científico do jornalismo. 2) Levantar e ampliar as iniciativas de comunicação de grupos ambientalistas, investigações já em curso, e diagnosticar o jornalismo com perspectiva de gênero, para a composição de um mapa do midiativismo socioambiental e feminista. 3) E, por fim, analisar produções específicas desses grupos para entender as marcas de apuração e composição dos conteúdos pretensamente jornalístico.


Adaptação de Obras Literárias para o Audiovisual: as obras no fluxo das mídias

  • COORDENAÇÃO | Drª Márcia Gomes

RESUMO | Esta pesquisa tem como finalidade discutir os aproveitamentos temáticos e situacionais que uns produtos midiáticos fazem de outros textos “precedentes”, que continuam mostrando-se vigentes com sua presença, reciclada, na indústria dos meios de comunicação. O foco recai em explorar os mecanismos de inclusão e exclusão das idéias na atualização das obras, em primeiro lugar, e os ajustes e adequações que se realizam para efetuar a transposição entre suportes, gêneros e contextos de produção. Dos vários tipos de texto, enfatiza-se a contribuição de obras literárias para a composição de produtos cinematográficos e televisivos. A análise da recriação de textos é feita a partir de duas adaptações, uma cinematográfica e outra televisiva, de duas importantes obras literárias de língua portuguesa: O Primo Basílio, de Eça de Queiroz, e Dom Casmurro, de Machado de Assis.


Perfil da pequena imprensa de Mato Grosso do Sul

  • COORDENAÇÃO | Dr. Mário Luiz Fernandes

RESUMO | O projeto de pesquisa Perfil da pequena imprensa de Mato Grosso do Sul visa identificar os pequenos jornais em circulação no estado e traçar o perfil destes veículos quanto a sua estrutura empresarial e editorial. Esse perfil tem como ponto de partida dois eixos centrais: 1) De ordem estrutural empresarial-editorial ? a) apurar o número de pequenos jornais existentes no estado; b) levantar qual a estrutura da pequena empresa jornalística; b) identificar as características do produto jornal; c) traçar o perfil de seus jornalistas; d) identificar o perfil dos empresários do setor; 2) De ordem conjuntural ? a) avaliar o índice de crescimento destes veículos; b) identificar os fatores sócio-econômicos e tecnológicos que contribuíram para este desempenho. Tem como base teórico-metodológica a hipótese de newsmaking. Será realizada pesquisa de campo com empresários e jornalistas do setor, através de questionários com perguntas abertas e fechadas. A meta inicial da amostragem aleatória é pesquisar 50% (60) das 120 empresas jornalísticas (estimativa) existentes no estado.


Mapeamento da mídia radiofônica em Campo Grande e na região da fronteira

  • COORDENAÇÃO | Drª Daniela Ota

RESUMO | O projeto tem como objetivo mapear as emissoras de rádio existentes em Mato Grosso do Sul. Na primeira fase do projeto faremos levantamento histórico e mapeamento da programação exibida pelas emissoras instaladas no município de Campo Grande. Na segunda fase do projeto será analisada a região da fronteira (Ponta Porã e Corumbá). O rádio, considerado o primeiro veículo de comunicação de massa, é um meio importante no Estado, tendo em vista características geográficas, como as cheias no Pantanal. Nestas localidades, isoladas em determinadas épocas do ano, o rádio representa muitas vezes o único meio de comunicação acessível para a comunidade.


Estudo comparativo Espanha e Brasil em portais de notícias de referência: análise e aplicação do protocolo de qualidade para conteúdos em ciberjornalismo

  • COORDENAÇÃO | Dr. Gerson Martins

RESUMO | O projeto objetiva aplicar o Protocolo de Qualidade desenvolvido pelo Laicom / UAB, Barcelona, em quatro cibermeios jornalísticos de referência na Espanha e no Brasil, quais sejam El País e La Vanguardia (Espanha) e Folha de S.Paulo e G1 (Brasil)  e estabelecer uma comparação na qualidade do tratamento da informação na portada dos cibermeios escolhidos e na notícia de preferência do leitor, em procedimentos de teste. A pesquisa utiliza da metodologia de aplicação qualitativa desenvolvida pelos pesquisadores do Laicom, Angel Rodriguez Bravo e Norminanda Montoya denominada Protocolo EVA.


Comunicação, história e memória: produções da cultura no jornalismo

  • COORDENAÇÃO | Dr. Felipe Quintino

RESUMO | O projeto de pesquisa busca compreender as dinâmicas e caminhos das produções da cultura na imprensa de Mato Grosso do Sul. A partir das interações de metodologias e de reflexões teóricas dos campos da comunicação e da história, a perspectiva central do estudo leva em consideração o papel do jornalismo cultural em Campo Grande como espaço de construção das memórias sobre a cidade, nas tensões entre as lembranças e esquecimentos em relação aos temas, personagens e trajetórias que marcaram a vida cultural. Os jornais Correio do Estado e O Estado MS foram escolhidos como fontes de pesquisa. Além do mapeamento e da análise dos textos, outra frente de trabalho será a realização de entrevistas com jornalistas que atuaram nesses dois periódicos, na editoria de cultura. Organizado em um enfoque transdisciplinar, o projeto pretende aproximar os percursos da comunicação de uma história cultural pelo entendimento que proporcionará um diálogo efetivo para a leitura do cenário vigente, dos textos (e contextos) produzidos e dos processos comunicacionais.


Pensar visual: interseções possíveis entre o jornalismo e o design da informação

  • COORDENAÇÃO | Drª Rafaella Lopes Pereira Peres

RESUMO | Este projeto pretende investigar as possibilidades de interseção, e a importância das correlações, entre o jornalismo e o design da informação (DI), interessado, especialmente, em promover o pensar visual a partir de referências teóricas e atividades experimentais. Com o objetivo de analisar como o design da informação interfere/influencia na produção jornalística, partimos da hipótese de que é o material visual que conduz a informação, e não somente o texto ou o jornalista por trás do texto. O uso de recursos visuais nas páginas de publicações jornalísticas impacta a cultura profissional jornalística, assim como o reconhecimento da visualidade enquanto elemento informativo, primeiro com a incorporação da ilustração e da fotografia e, mais tarde com o reconhecimento e a valorização do design. Deste modo, o jornalista passa a atuar como um profissional que elabora o conteúdo, ciente das possibilidades de apresentação das informações. A metodologia utilizada será a pesquisa exploratória-qualitativa, e a observação de peças jornalísticas. Espera-se que a análise dos materiais produzidos por equipes de jornalismo e design proporcione um conhecimento minucioso sobre os elementos compositivos e as ações conjuntas necessárias para a produção de materiais e mensagens adequadas. Espera-se, portanto, que o pensar visual embasado nos preceitos do design da informação seja capaz de auxiliar significativamente a produção jornalística. Considerada a estética informacional contemporânea, pretende-se unir jornalismo e design da informação sob uma mesma ótica: a da produção da notícia/mensagem apresentadas visualmente. A metodologia utilizada para o levantamento de dados será a pesquisa qualitativa bibliográfica e, em alguns casos, o estudo de caso. Espera-se que a análise de materiais jornalísticos produzidos por equipes de jornalismo e design possibilite uma investigação detalhada dos elementos compositivos e das ações conjuntas necessárias para a produção de materiais e mensagens cada vez mais efetivas. Assim, esperamos que o pensar visual embasado nos preceitos do design da informação auxilie significativamente a produção jornalística, especialmente no que diz respeito ao contato do leitor com a informação. Considerada a estética informacional contemporânea, pretende-se unir jornalismo e design da informação sob uma mesma ótica: a da produção da notícia, da produção de mensagens apresentadas visualmente.


Cotidiano e Estética Jornalística: A Contribuição da Sociologia das Formas para as Teorias do Jornalismo

  • COORDENAÇÃO | Dr. Marcos Paulo da Silva

RESUMO | O projeto de pesquisa objetiva a sistematização das principais contribuições conceituais e metodológicas da tradição teórica da sociologia das formas literárias para a ampliação de compreensão das Teorias do Jornalismo. Busca, assim, o mapeamento tanto de autores e de obras vinculados à tradição teórica da sociologia das formas literárias que possam contribuir com seus pressupostos conceituais e metodológicos para os estudos teóricos em Jornalismo – em especial a contribuição do crítico literário italiano Franco Moretti –, quanto, em sentido contrário, o mapeamento de autores e de obras vinculados aos estudos teóricos do Jornalismo que forneçam subsídios teórico-conceituais e metodológicos em diálogo com os pressupostos da sociologia das formas literárias. Espera-se que tal sistematização resulte no levantamento e no aprimoramento de hipóteses e de pressupostos das teorias literárias que contribuam para a complexificação dos estudos teóricos em Jornalismo por intermédio das dimensões constitutivas da vida cotidiana, colaborando para o avanço do estado da arte do campo, bem como em aplicações empíricas calcadas no campo jornalístico, em particular a partir de estudos devotados ao universo dos meios de comunicação localizados nas particularidades socioculturais e nas identidades regionais de Mato Grosso do Sul.